Loading...

terça-feira, 26 de julho de 2016

PROJETO PAI PRESENTE É LANÇADO NO PRESÍDIO REGIONAL DE PELOTAS

O Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania da Comarca de Pelotas (CEJUSC), unidade do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS), lançou, na tarde desta segunda-feira, 25 de julho, o Projeto Pai Presente, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), no Presídio Regional de Pelotas, RS.

O lançamento contou com exposição dos objetivos do Projeto, realizada pelo Juiz Coordenador do CEJUSC de Pelotas, Marcelo Malizia Cabral, bem como com a realização de palestra e oficina sobre a importância das relações famíliares e do papel do pai na família, na criação e educação dos filhos, trabalhos conduzidos por conciliadores, mediadores e facilitadores de justiça restaurativa, sendo que participaram desta edição Ana Paula Henrique de Campos, Ivete Silva e Mara Peres, bem como as voluntárias do Grupo Amor Exigente Fênix, Vera Regina Carvalho e Maria Heloisa da Rosa e a Assistente Social do Presídio e facilitadora de Justiça Restaurativa Cláudia Adamoli Marini.
Juiz Malizia abriu os trabalhos explicando os propósitos da Campanha

Conheça o Projeto - O Projeto Pai Presente objetiva estimular o reconhecimento de paternidade de pessoas que não possuem o registro do pai na certidão de nascimento, considerando que o direito à paternidade é garantido pelo artigo 226, § 7º, da Constituição Federal de 1988.
Mediadora Ana Paula esclareceu sobre os males da rejeição paterna

Mediadora Ivete falou sobre as responsabilidades da Paternidade e da Maternidade


Voluntárias Maria Heloisa e Vera (dir.) falaram sobre valores a serem preservados na Família
O Projeto também tem por objetivo propiciar a reflexão sobre a importância da presença do pai na criação dos filhos, seus direitos e deveres, bem como facilitar o reconhecimento espontâneo de pais que ainda não constam do registro de nascimento dos filhos e o acesso à investigação de paternidade para os casos em que a pessoa apontada como pai não reconheça esta circunstância espontaneamente.

A cada mês uma escola ou Instituição receberá os serviços de divulgação e atendimento do projeto Pai Presente, ocasião em que serão realizadas palestras, oficinas e distribuído material informativo. 

Segundo Malizia, "neste mês estamos visitando o Presídio porque havia muitos pais presos querendo reconhecer a paternidade de seus filhos. Seis pais reconheceram seus filhos, na presença destes durante esta tarde, em encontros muito significativos e voltaremos nas próximas semanas porque ainda há cerca de 30 pais aguardando esta oportunidade."

Histórico - Inaugurado na Comarca de Pelotas no mês de maio de 2016, o projeto já atendeu diretamente 190 pessoas, em oficinas e palestras de conscientização sobre o papel e a importância do pai na família, sendo que desde então 12 pais já reconheceram voluntariamente a paternidade de seus filhos nas visitas às Escolas ou no Foro de Pelotas.


Contato - O atendimento no CEJUSC é realizado de segundas a sextas-feiras, das 9h às 18h, na sala 409 do Foro de Pelotas, 4.º andar, na Avenida Ferreira Viana, n.º 1134, telefone (53) 32794900, ramal 1409, e-mail cejuscplt@tj.rs.gov.br, blog conciliacaopelotas.blogspot.com.br

terça-feira, 19 de julho de 2016

CEJUSC DE PELOTAS RECEBE VISITA DE CONSULTOR DO PRÊMIO INNOVARE

O Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania da Comarca de Pelotas (CEJUSC), unidade do Tribunal de Justiça do RS, recebeu visita de consultor do Prêmio Innovare, promovido pelo Ministério da Justiça, na tarde do último dia 18 de julho.

Schneider (esq.) ouviu o relato realizado pelo Juiz Malizia e pelos integrantes do CEJUSC, após o que visitou as práticas 

Na ocasião, o Juiz Coordenador do CEJUSC, Marcelo Malizia Cabral, acompanhado de servidores, conciliadores, mediadores, facilitadores de justiça restaurativa e representantes de instituições parceiras, apresentou as atividades desenvolvidas para o tratamento de conflitos, tais como conciliação, mediação e justiça restaurativa, de modo processual e pré-processual ao consultor do Prêmio Innovare, Fábio Schneider, que visitou as instalações do CEJUSC e testemunhou algumas de suas práticas.
No Instituto de Menores Schneider (dir.) testemunhou uma oficina de prevenção ao uso de drogas desenvolvida pelo CEJUSC
Os trabalhos envolvem casos atendidos pela sede do CEJUSC, no Foro de Pelotas, bem como em Postos que atendem os municípios de Morro Redondo e Turuçu, assim como nas unidades atendimentos descentralizados realizados na Universidade Católica de Pelotas, em Centros de Referência em Assistência Social, Condomínios Habitacionais Populares e Escolas do município de Pelotas.
Atividades Educativas e de Cidadania – Dentro do Núcleo de Educação e Cidadania, o CEJUSC promove oficinas e palestras com o objetivo de promover a pacificação social, como a Campanha de Edicação para a Paz, a Campanha Drogas: Caminho para o abismo, o Projeto Bons Vizinhos e o Projeto Pai Presente, práticas que já atenderam diretamente mais de 9 mil pessoas e que foram mostradas ao consultor, que teve oportunidade de acompanhar presencialmente uma oficina de prevenção ao uso de drogas que estava sendo realizada no Instituto de Menores de Pelotas.
Prêmio Innovare - Promovido pelo Ministério da Justiça desde o ano de 2004, o Prêmio Innovare tem o objetivo de identificar e destacar práticas que contribuam com o aprimoramento do sistema de justiça em todo o Brasil. Após as indicações, as práticas são visitadas por consultores e a divulgação dos vencedores ocorre no mês de dezembro, em Brasília, em solenidade com a presença do Ministro da Justiça, do Presidente do Supremo Tribunal Federal e do Conselho Nacional de Justiça.
Contato e atendimento - O atendimento no CEJUSC é realizado de segundas a sextas-feiras, das 9h às 18h, na sala 409 do Foro de Pelotas, 4º andar (Avenida Ferreira Viana, nº 1134). Telefone (53) 3279.4900, ramal 1409, e-mail cejuscplt@tj.rs.gov.br, ou em seu blog: concilicaopelotas.blogspot.com.br


CAMPANHA DROGAS: CAMINHO PARA O ABISMO, CHEGA AO INSTITUTO DE MENORES, EM PELOTAS

O Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania da Comarca de Pelotas (CEJUSC), unidade do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS), realizou mais uma ação integrante da a Campanha Drogas: Caminho para o Abismo, na tarde do último dia 18 de julho, no Instituto de Menores, em Pelotas, RS.
Consultor do Prêmio Innovare, Schneider (dir.), acompanhou o trabalho coordenado pelo Juiz Malizia

Desenvolvida em parceria com o Rotary Club Pelotas Oeste, a campanha é composta por folders, banners, vídeos, palestras e oficinas esclarecendo a comunidade sobre os malefícios causados pelas drogas e orientando sobre condutas de prevenção e de tratamento ao uso de drogas e circulará por todas as Escolas e grupos sociais da Comarca de Pelotas que manifestarem interesse.

As palestras e oficinas são ministradas por conciliadores, mediadores, facilitadores de justiça restaurativa, pelo Juiz de Direito Coordenador do CEJUSC, Marcelo Malizia Cabral, bem como por integrantes do Rotary Club Pelotas Oeste, do Grupo Amor Exigente e podem ser solicitadas por escolas e grupos sociais em geral diretamente ao CEJUSC.

“Estamos preocupados com a prevenção de conflitos e o uso de drogas é fonte permanente de desentendimentos, sofrimento e violência. Exatamente por este motivo o CEJUSC está se engajando neste trabalho de conscientização sobre os males causados pelas drogas”, explicou Malizia.

Segundo o representante do Rotary Club Pelotas Oeste, João Paulo Garcia, que apresentou o vídeo produzido pela organização, o material foi concebido exatamente com a finalidade de alertar para as consequências do uso de drogas, saudando a parceria com o Poder Judiciário na Campanha.

O consultor do Prêmio Innovare, promovido pelo Ministério da Justiça, que visitava o CEJUSC na ocasião, Fábio Schneider, aconselhou os jovens a afastarem-se das drogas e os incentivou a perseguirem o que desejarem na vida, "pois com determinação tudo é possível", finalizou.
A Direção da Instituição agradeceu e enalteceu a preocupação do Poder Judiciário com a prevenção ao uso de drogas, concitando os presentes a transformarem-se em agentes de disseminação dos danos causados pelas drogas ao ser humano.

Presenças - A solenidade de abertura da Campanha Drogas: Caminho para o Abismo contou com as presenças do Juiz de Direito Coordenador do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania da Comarca de Pelotas, Marcelo Malizia Cabral, do consultor do Prêmio Innovare, promovido pelo Ministério da Justiça, Fábio Schneider, da gestora do CEJUSC da Comarca de Pelotas, Marília Reis Gonçalves, das voluntária do Grupo Amor Exigente Fênix, que conduziram a palestra Rosa Maria Marins e Vera Regina Carvalho, dos integrantes do Rotary Club Pelotas Oeste, João Paulo Garcia e Ernesto Souza Nunes, bem como da equipe diretiva, professores, servidores e alunos da Escola.

Histórico - Inaugurada em setembro de 2015, a Campanha Drogas: Caminho para o Abismo realizou sua terceira ação, atingindo diretamente 690 pessoas diretamente desde então.

Contato - O atendimento no CEJUSC é realizado de segundas a sextas-feiras, das 9h às 18h, na sala 409 do Foro de Pelotas, 4.º andar, na Avenida Ferreira Viana, n.º 1134, telefone (53) 32794900, ramal 1409, e-mail cejuscplt@tj.rs.gov.br


terça-feira, 12 de julho de 2016

CAMPANHA DROGAS: CAMINHO PARA O ABISMO, CHEGA AO BAIRRO AREAL, EM PELOTAS

O Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania da Comarca de Pelotas (CEJUSC), unidade do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS), realizou mais uma ação integrante da a Campanha Drogas: Caminho para o Abismo, na tarde do último dia 11 de julho, na Escola Municipal de Ensino Fundamental Bibiano de Almeida,  no bairro Areal, em Pelotas, RS.
Juiz Malizia abriu a oficina falando dos dramas que chegam diariamente ao Foro na vida de pessoas que usam drogas

Desenvolvida em parceria com o Rotary Club Pelotas Oeste, a campanha é composta por folders, banners, vídeos, palestras e oficinas esclarecendo a comunidade sobre os malefícios causados pelas drogas e orientando sobre condutas de prevenção e de tratamento ao uso de drogas e circulará por todas as Escolas e grupos sociais da Comarca de Pelotas que manifestarem interesse.

As palestras e oficinas são ministradas por conciliadores, mediadores, facilitadores de justiça restaurativa, pelo Juiz de Direito Coordenador do CEJUSC, Marcelo Malizia Cabral, bem como por integrantes do Rotary Club Pelotas Oeste, do Grupo Amor Exigente e podem ser solicitadas por escolas e grupos sociais em geral diretamente ao CEJUSC.

“Estamos preocupados com a prevenção de conflitos e o uso de drogas é fonte permanente de desentendimentos, sofrimento e violência. Exatamente por este motivo o CEJUSC está se engajando neste trabalho de conscientização sobre os males causados pelas drogas”, explicou Malizia.

Segundo o representante do Rotary Club Pelotas Oeste, João Paulo Garcia, que apresentou o vídeo produzido pela organização, o material foi concebido exatamente com a finalidade de alertar para as consequências do uso de drogas, saudando a parceria com o Poder Judiciário na Campanha.

A Direção da Escola agradeceu e enalteceu a preocupação do Poder Judiciário com a prevenção ao uso de drogas, concitando os presentes a transformarem-se em agentes de disseminação dos danos causados pelas drogas ao ser humano.

Presenças - A solenidade de abertura da Campanha Drogas: Caminho para o Abismo contou com as presenças do Juiz de Direito Coordenador do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania da Comarca de Pelotas, Marcelo Malizia Cabral, da gestora do CEJUSC da Comarca de Pelotas, Marília Reis Gonçalves, das voluntária do Grupo Amor Exigente Fênix, que conduziram a palestra Rosa Maria Marins e Vera Regina Carvalho, dos integrantes do Rotary Club Pelotas Oeste, João Paulo Garcia e Ernesto Souza Nunes, bem como da equipe diretiva, professores, servidores e alunos da Escola.

Histórico - Inaugurada em setembro de 2015, a Campanha Drogas: Caminho para o Abismo realizou sua terceira ação, atingindo diretamente 650 pessoas diretamente desde então.

Contato - O atendimento no CEJUSC é realizado de segundas a sextas-feiras, das 9h às 18h, na sala 409 do Foro de Pelotas, 4.º andar, na Avenida Ferreira Viana, n.º 1134, telefone (53) 32794900, ramal 1409, e-mail cejuscplt@tj.rs.gov.br