terça-feira, 6 de dezembro de 2016

PELOTAS REALIZA PRIMEIRA MOSTRA DE TRABALHOS ESCOLARES SOBRE PREVENÇÃO AO USO DE DROGAS

O Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania da Comarca de Pelotas (CEJUSC), unidade do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS), em parceria com o Rotary Club Pelotas Oeste e com a Secretaria Municipal de Educação, realizou na tarde do último dia 5 de dezembro, no Auditório do Colégio Municipal Pelotense, em Pelotas, RS, a Primeira Mostra de Trabalhos Escolares sobre Prevenção ao Uso de Drogas, ação integrante da a Campanha Drogas: Caminho para o Abismo.

A mostra foi integrada por trabalhos realizados pelos alunos das Escolas que receberam a Campanha neste ano de 2016, sendo que a Escola Municipal Jeremias Fróes foi vencedora da Mostra, com o trabalho "Dialogando com as Drogas", recebendo como prêmio uma viagem de ônibus para a Escola a Porto Alegre, ficando a Escola Municipal Nossa Senhora do Carmo com os prêmios relativos ao segundo e terceiro lugar, recebendo livros e materiais escolares.
Juiz Malizia abriu a Mostra ao lado de representantes de instituições parceiras

Alunos da Escola Jeremias Fróes, vencedora da Mostra, mostraram alguns cartazes sobre Prevenção ao Uso de Drogas


Alunos acompanhados da Orientadora da Escola Nossa Senhora do Carmo, vencedora da 2ª e 3ª colocação, apresentaram seus trabalhos na Mostra

CARTAZ  DA  CAMPANHA

“Estamos preocupados com a prevenção de conflitos e o uso de drogas é fonte permanente de desentendimentos, sofrimento e violência. Exatamente por este motivo o CEJUSC está se engajando neste trabalho de conscientização sobre os males causados pelas drogas”, explicou o Juiz de Direito Marcelo Malizia Cabral, coordenador da Campanha.

Presenças - A solenidade de abertura da Mostra coutou com as presenças do Juiz Coordenador do CEJUSC e Diretor do Foro da Comarca de Pelotas, Marcelo Malizia Cabral, da gestora do CEJUSC da Comarca de Pelotas, Marília Reis Gonçalves, das voluntárias do Grupo Amor Exigente Fênix, Maria Heloisa Rosa, Rosa Maria Marins e Vera Regina Carvalho, bem como dos representantes do Rotary Club Pelotas Oeste, Jorge da Silva Cardoso e João Paulo Garcia, das representante da Secretaria Municipal de Educação,  Luciane Ribeiro e Aline Batista, bem como da equipe diretiva, professores, servidores e alunos das Escolas que participaram da mostra.

Histórico - Inaugurada em setembro de 2015, a Campanha Drogas: Caminho para o Abismo realizou sua terceira ação, atingindo diretamente 1630 pessoas diretamente desde então.

Contato - O atendimento no CEJUSC é realizado de segundas a sextas-feiras, das 9h às 18h, na sala 409 do Foro de Pelotas, 4.º andar, na Avenida Ferreira Viana, n.º 1134, telefone (53) 32794900, ramal 1409, e-mail cejuscplt@tj.rs.gov.br


quinta-feira, 24 de novembro de 2016

CAMPANHA DE EDUCAÇÃO PARA A PAZ ITINERANTE É INAUGURADA NO BAIRRO AREAL, EM PELOTAS, RS

O Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania da Comarca de Pelotas (CEJUSC), unidade do Tribunal de Justiça do Rio Grande do Sul (TJRS), inaugurou, na tarde do último dia 24 de novembro, na Escola Municipal Bibiano de Almeida, no bairro Areal, em Pelotas, RS, a Campanha de Educação para a Paz Itinerante.
Juiz Malizia abriu os trabalhos ao lado das Mediadoras Ana Paula e Vera

A Campanha Itinerante consiste em mostra de imagens e proposta de reflexão sobre diálogo, tolerância, respeito ao próximo e cultura da paz, composta por banners e circulará por todas as Escolas da Comarca de Pelotas que manifestarem interesse.

A mostra foi aberta por uma oficina sobre cultura da paz e permanecerá na Escola pelo período de um mês, esperando-se, durante a exposição, que a comunidade escolar dialogue sobre temas como tolerância, respeito às diferenças, direitos e deveres, não-violência, bullyng, diálogo, entendimento e construção da paz.

A atividade integra a Campanha de Educação para a Paz desenvolvida pelo CEJUSC, com o lema “Conversando a gente se entende”.

As oficinas são ministradas por conciliadores, mediadores, facilitadores de justiça restaurativa e pelo Juiz de Direito Coordenador do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania da Comarca de Pelotas, Marcelo Malizia Cabral.

Cultivar a paz é saber perdoar, reconhecer o erro, respeitar os outros como eles são, pedir desculpas e fazer as pazes. Com esta Campanha, queremos provocar essas reflexões nas Escolas e contribuir para a construção de uma sociedade menos violenta” explicou Malizia.

A Direção da Escola agradeceu a preocupação do Poder Judiciário com a paz nas escolas e comunidades, concitando os alunos, professores e servidores e transformarem-se em agentes de construção da paz.

Presenças - A solenidade de abertura da Campanha Itinerante de Educação para a Paz contou com as presenças do Juiz de Direito Coordenador do Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania da Comarca de Pelotas, Marcelo Malizia Cabral, da Equipe Diretiva da Escola, da gestora do CEJUSC da Comarca de Pelotas, Marília Reis Gonçalves, bem como dos conciliadores, mediadores e facilitadores de justiça restaurativa do CEJUSC que conduziram a oficina de construção da paz, Ana Paula Henrique de Campos e Vera Maria Correa, alunos e professores da Escola.

Campanha de Educação para a Paz - Em curso desde o mês de julho de 2012, a Campanha já alcançou 10. 080 pessoas na Comarca de Pelotas, RS.

A intenção do CEJUSC é promover a cultura da paz e conscientizar a comunidade para a importância do diálogo como meio de promover o entendimento e a pacificação social.

De acordo com o Juiz Coordenador do CEJUSC da Comarca de Pelotas, Marcelo Malizia Cabral, “o Poder Judiciário está cada vez mais preocupado com a prevenção de conflitos e com a pacificação da sociedade”.

Não aguardamos mais que os conflitos cheguem à Justiça passivamente, mas estamos criando estratégias para promover a cultura da paz nas pessoas, nas escolas, nas comunidades”, explicou o magistrado.

A campanha está sendo desenvolvida mediante a realização de palestras, diálogos e oficinas em escolas, empresas, sindicatos, associações de moradores, comunidades e grupos sociais em geral.

Blog – Buscando primar pela transparência e facilitar o acesso da população à justiça, o CEJUSC lançou seu blog, onde pode ser conferida a íntegra dos resultados das audiências e das pesquisas de satisfação, mês a mês, bem como as demais atividades do Centro. Seu endereço é conciliacaopelotas.blogspot.com

Contato - O atendimento no CEJUSC é realizado de segundas a sextas-feiras, das 9h às 18h, na sala 409 do Foro de Pelotas, 4.º andar, na Avenida Ferreira Viana, n.º 1134, telefone (53) 32794900, ramal 1409, e-mail cejuscplt@tj.rs.gov.br


JUSTIÇA DE PELOTAS ATENDE NA PRAÇA NA SEMANA NACIONAL DA CONCILIAÇÃO

 O Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania da Comarca de Pelotas (CEJUSC), unidade do Foro da Comarca de Pelotas, realizou atendimento e prestou informações à comunidade na Praça Coronel Pedro Osório, na tarde desta quarta-feira, 23/11, em Pelotas, RS, programação integrante da Semana Nacional da Conciliação, que ocorre em todo o Brasil no período de 21 a 25 de novembro de 2016.

Durante toda a tarde, o Juiz Coordenador do CEJUSC, Marcelo Malizia Cabral, a gestora da unidade, Marília Reis Gonçalves, e as mediadoras Heloisa Silva da Silva e Marilaine Furtado Furmann atenderam a comunidade e prestaram informações sobre conciliação, mediação e justiça restaurativa.
Mediadora Eloiza Silva da Silva (esq.), informou sobre a mediação como forma de tratar conflitos

Mediadora Marilaine Furmann (dir.), informou sobre o diálogo como forma de tratar conflitos
Marília (esq.), Gestora do CEJUSC, informou sobre o atendimento da unidade

Juiz Malizia (esq.), informou a comunidade acerca dos serviços prestados pelo CEJUSC
A abertura da Semana Nacional da Conciliação ocorreu na tarde desta segunda-feira, 21/11, com palestra na Escola Municipal Núcleo Habitacional Dunas.

Compõem, ainda,  o cronograma de atividades sessões de conciliação e mediação, palestras para jovens em Escolas e atendido à comunidade na Praça Coronel Pedro Osório, em Pelotas,RS.

Confira a programação:

21 a 25 novembro: 190 sessões de conciliação e mediação no Foro da Comarca de Pelotas.

24 de novembro, às 14h: Palestra da Campanha de Educação para a Paz na Escola Municipal Bibiano de Almeida , Avenida da Paz nº 80, bairro Areal.

Para o Magistrado coordenador do CEJUSC, Marcelo Malizia Cabral, a integração de atividades educativas às sessões de conciliação e mediação mostram a preocupação da CGJ e do NUPEMEC do TJRS com a cidadania e com a prevenção de conflitos por meio de ações educativas.


Contato e serviço – No CEJUSC o cidadão pode buscar a solução de um conflito por meio do diálogo envolvendo os interessados, mesmo sem a existência de um processo judicial ou durante o andamento deste, o que se realiza por meio de conciliação, mediação ou justiça restaurativa.



O atendimento no CEJUSC é gratuito e realizado de segundas a sextas-feiras, das 9h às 18h, na sala 409 do Foro de Pelotas, 4.º andar, na Avenida Ferreira Viana, n.º 1134, telefone (53) 32794900, ramal 1409, e-mail cejuscplt@tj.rs.gov.br, blog conciliacaopelotas.blogspot.com.br

terça-feira, 22 de novembro de 2016

SEMANA NACIONAL DA CONCILIAÇÃO É ABERTA EM PELOTAS COM PROGRAMAÇÃO VOLTADA A CRIANÇAS

O Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania da Comarca de Pelotas (CEJUSC), unidade do Foro da Comarca de Pelotas, preparou variada programação para a Semana Nacional da Conciliação, que ocorre em todo o Brasil no período de 21 a 25 de novembro de 2016.
 
A abertura da Semana Nacional da Conciliação ocorreu na tarde desta segunda-feira, 21/11, na Escola Municipal Núcleo Habitacional Dunas, ocasião em que o Juiz Coordenador do CEJUSC, Marcelo Malizia Cabral, acompanhado das mediadoras Ana Paula Henrique de Campos, Marília Reis Gonçalves, Marilaine Furtado Furmann e Vera Maria Corrêa, falou aos jovens sobre estratégias para construção quotidiana da paz em casa, na comunidade e na Escola.
Juiz Malizia abriu os trabalhos ao lado das Mediadoras Vera, Marilaine e Ana Paula

Mediadora Vera Correa falou sobre como se construir a Paz em casa, na comunidade e na escola

Compõem, ainda,  o cronograma de atividades sessões de conciliação e mediação, palestras para jovens em Escolas e atendido à comunidade na Praça Coronel Pedro Osório, em Pelotas,RS.

Confira a programação:

21 a 25 novembro: 190 sessões de conciliação e mediação no Foro da Comarca de Pelotas.

23 de novembro, às 16h: Atendimento e Informação à comunidade sobre meios de autocomposição e distribuição de material informativo, na Praça Coronel Pedro Osório.

24 de novembro, às 14h: Palestra da Campanha de Educação para a Paz na Escola Municipal Bibiano de Almeida , Avenida da Paz nº 80, bairro Areal.

Paa o Magistrado coordenador do CEJUSC, Marcelo Malizia Cabral, a integração de atividades educativas às sessões de conciliação e mediação mostram a preocupação da CGJ e do NUPEMEC do TJRS com a cidadania e com a prevenção de conflitos por meio de ações educativas.

Contato e serviço – No CEJUSC o cidadão pode buscar a solução de um conflito por meio do diálogo envolvendo os interessados, mesmo sem a existência de um processo judicial ou durante o andamento deste, o que se realiza por meio de conciliação, mediação ou justiça restaurativa.


O atendimento no CEJUSC é gratuito e realizado de segundas a sextas-feiras, das 9h às 18h, na sala 409 do Foro de Pelotas, 4.º andar, na Avenida Ferreira Viana, n.º 1134, telefone (53) 32794900, ramal 1409, e-mail cejuscplt@tj.rs.gov.br, blog conciliacaopelotas.blogspot.com.br

sexta-feira, 18 de novembro de 2016

AUTORIZADA A INSCRIÇÃO DE DOIS PAIS EM REGISTRO DE NASCIMENTO

O Centro Judiciário de Solução de Conflitos e Cidadania da Comarca de Pelotas (CEJUSC), por meio do Projeto Pai Presente, do Conselho Nacional de Justiça (CNJ), autorizou que duas crianças tenham dois pais e uma mãe em suas certidões de nascimento.



O pedido foi realizado por S.M.R, que procurou o CEJUSC e declarou ser pai socioafetivo de J.P. e de G., filhos de sua esposa C.A.F.R. e de C.A.P., este já falecido. Segundo relatou S.M.R., cria, educa e ama os pequenos J.P. e G. como pai e por este motivo requereu sua inclusão como pai socioafetivo no registro de nascimento de ambos sem a exclusão do pai biológico.



Para o Juiz Coordenador do CEJUSC da Comarca de Pelotas, Marcelo Malizia Cabral, que autorizou o registro do pai socioafetivo e a dupla paternidade, "essa modalidade de parentesco decorre do amar e do conviver; do querer proteger e do necessitar ser protegido; do querer deixar rastro na história de vida dos que vêm e do ter em quem se espelhar para poder construir sua própria história. A dualidade causa e efeito na construção do caráter dos filhos não se interessa se esses vêm da carne ou do amor".



Na sentença, proferida no último dia 11 de novembro, o Magistrado autorizou que J.P. e G. tenham em seus registros de nascimento S.M.R e C.A.P como pais e C.A.F.R. como mãe, podendo acrescer o nome da família do pai socioafetivo a seus nomes.



Conheça o Projeto - O Projeto Pai Presente objetiva estimular o reconhecimento de paternidade de pessoas que não possuem o registro do pai na certidão de nascimento, considerando que o direito à paternidade é garantido pelo artigo 226, § 7º, da Constituição Federal de 1988.



O Projeto também tem por objetivo propiciar a reflexão sobre a importância da presença do pai na criação dos filhos, seus direitos e deveres, bem como facilitar o reconhecimento espontâneo de pais que ainda não constam do registro de nascimento dos filhos e o acesso à investigação de paternidade para os casos em que a pessoa apontada como pai não reconheça esta circunstância espontaneamente.



A cada mês uma escola recebe os serviços de divulgação e atendimento do projeto Pai Presente, ocasião em que são realizadas palestras, oficinas e distribuído material informativo. Nessas visitas às escolas, pais podem reconhecer a paternidade dos respectivos filhos, desde que compareçam espontaneamente. Filhos e suas mães podm indicar a paternidade daqueles que não o fizerem voluntariamente, para a realização de sessão de mediação na própria escola ou no Foro. Nos casos em que o acordo não for possível, os interessados são encaminhados à Defensoria Pública.



Histórico - Inaugurado na Comarca de Pelotas no mês de maio de 2016, o projeto já atendeu diretamente 450 pessoas, em oficinas e palestras de conscientização sobre o papel e a importância do pai na família, sendo que desde então 15 pais já reconheceram voluntariamente a paternidade de seus filhos nas visitas às Escolas ou no Foro de Pelotas.



Contato - O atendimento no CEJUSC é realizado de segundas a sextas-feiras, das 9h às 18h, na sala 706 do Foro de Pelotas, 4.º andar, na Avenida Ferreira Viana, n.º 1134, telefone (53) 32794900, ramal 1409,e-mail cejuscplt@tj.rs.gov.br<mailto:cejuscplt@tj.rs.gov.br>, blog conciliacaopelotas.blogspot.com.br